2easy Portugal

Truques para cozinhar de forma saudável

Truques para cozinhar de forma saudável

Para assinalar o Dia Europeu da Alimentação e da Cozinha Saudáveis, que se comemora hoje, 8 de novembro, aqui ficam alguns passos e segredos indispensáveis para conseguirmos cozinhar com muito sabor, mas de uma forma saudável.

1. Utilizar as gorduras certas

Convém nunca esquecer que nem todos os tipo de gordura são maus. As melhores para cozinhar são as insaturadas, como o azeite, e convém não escolher as gorduras saturadas, como a manteiga. Em alternativa ao azeite, podemos optar, por exemplo, por usar creme vegetal, que tem zero gorduras trans e é rico em Ómega 3 e 6, além de ter vitaminas A, E, D. Razões que para que seja aprovado pelos nutricionistas e cardiologistas.

2. Escolher alimentos não refinados

Sempre que possível, convém substituir os alimentos refinados pelos integrais. Ambos têm valor calórico idêntico , no entanto, há uma grande diferença nas propriedades nutricionais. Os integrais têm muito mais nutrientes, fibras e minerais, como tal, trazem benefícios à saúde. O arroz integral, por exemplo, como tem os farelos intocados, oferece mais fibra, magnésio, zinco e vitamina B.

3. Comer mais frutas e vegetais

A regra das cores é uma excelente forma de comer: quanto mais colorido for o prato, mais vitaminas e minerais absorvermos durante uma refeição. Logo, há cores na fruta e legumes que só podem acrescentar benefícios aos prazeres à mesa!

4. Escolher o tipo certo de carne

Sabemos que a carne é uma fonte rica em proteínas, no entanto, também o é de gorduras saturadas. Como tal, para cozinhar de forma saudável, convém selecionar sempre carnes magras, de aves, por exemplo, ou optar, em alternativa, pelo peixe. Atenção também à porção, que deve ser mais reduzida. Uma excelente aposta é complementar a refeição com vegetais e grãos.

5. Consumir lacticínios com baixo teor de gorduras

Queijos e iogurtes são uma excelente fonte de cálcio, mas deve ser dada prioridade às versões magras, como os queijos cottage, cream cheese sem lactose, requeijão ou queijo fresco, por exemplo. Quanto ao leite, deve optar-se por um com baixo índice de gordura ou, até mesmo, sem qualquer teor gordo.

6. Apostar em porções razoáveis

Para todos nós, em algum momento, é difícil resistir a algumas tentações, certo? No entanto, precisamos adquirir maior consciência quando elaboramos a nossa dieta, porque determinados exageros trazem consequências reais à saúde. Qual o melhor caminho? Optar por reduzir porções, controlando assim o exagero e procurar formas alternativas – mais saudáveis e saborosas – de cozinhar e de saciar a fome.

7. Adoçar com cautela

Convém nunca esquecer que qualquer tipo de açúcar, desde o mascavado ao xarope de milho, e até mesmo o mel, adicionam quantidades de calorias desnecessárias ao organismo. Oferecendo, em contrapartida, um valor nutritivo muito reduzido. Como tal, evitar os alimentos açucarados é sempre uma boa aposta para a saúde do organismo.

8. Controlar as quantidades de sódio

Quer tenhamos a pressão alta ou não, a verdade é fundamental estarmos atentos à quantidade de sal que ingerimos. A recomendação é clara: basta uma colher de chá por dia.

9. Apostar no sabor

Uma forma alternativa de garantir muito sabor à mesa é usar e abusar nos temperos, como as ervas aromáticas, as pimentas – sem exagero – e tantos outros condimentos que podem dar vida e aroma a uma refeição. Pode ser interessante tentarmos descobrir de quais mais gostamos e utilizá-los regularmente, claro, com peso conta e medida, a bem da saúde.

10. Adquirir consciência e saborear

Por último, para além de seguirmos os passos anteriores, já que comer bem é uma decisão para a vida, é imperioso desfrutarmos de todos os momentos à mesa. Quando a dieta é feita de forma consciente, é muito mais fácil acertar nas doses e saborear melhor as escolhas tomadas. A aventura de descobrir como tornar os cozinhados mais apetecíveis, poderá ser um caminho aliciante capaz de transformar a a saúde e a vida.